quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Língua Japonesa

No Brasil, as artes marciais japonesas estão bem disseminadas, graças aos imigrantes que aqui chegaram a bordo do navio Kasato Maru em junho de 1908. Algumas destas artes marciais se tornaram até muito populares, como por exemplo o judo e o karate. Infelizmente muita coisa se perde também com essa massificação. A língua japonesa não é simples, concordo, principalmente a escrita e seus significados. Mas se a pessoa intitula-se "Sensei", deve por obrigação ensinar "tudo" de forma correta. Estudar portanto a língua japonesa deveria ser uma obrigação. Principalmente hoje em dia, que existem tantas escolas (até por correspondência), internet, dicionários, enfim, material suficiente para que se possa ter a informação correta. Nos dicionários é utilizado o sistema Hepburn, criado por James Curtis Hepburn (1815 - 1911) para facilitar a representação dos sons dos idioma japonês utilizando o alfabeto latino, conforme a pronúncia inglesa.
- Rei (cumprimento que indica respeito) com som de um "R" só, como em "pare"
- Sensei (professor) e não Sansei (que quer dizer terceira geração)
- Seito significa aluno
- Renshi com som de um "R" só e sh com som de "X"
- Shihan SH com som de "X" e H com som de "RR" e não Shiran
- As palavras escritas com "CH" tem o som de "T" - ex: Dachi (base)

Estes são alguns exemplos e postarei vários outros para consulta ou apenas como curiosidade. Quando ler alguma coisa na internet ou for a algum Dojo, lembre-se disso e escolha bem o seu "Sensei"....
Pense nisso...

Oss

Um comentário:

  1. Olá!Aceita parceria?http://barairo-rose.blogspot.com/

    ResponderExcluir